A igreja virtual é o novo paradigma do ministério

Translate Page

Pontos chave:

• A mudança de reuniões físicas para uma “igreja sem paredes” era considerada impensável apenas alguns anos atrás, mas os bloqueios do COVID-19 aceleraram a prática do ministério online.

• A campanha “Repensar a Igreja” das Comunicações Metodistas Unidas inspirou Maforo a buscar a igreja virtual para sua dissertação.

• Sua série devocional diária agora atinge milhares de pessoas nas redes sociais.


The Rev. Paul T. Stallsworth. Photo by Krystal Baker. 
O Rev. Taurai Emmanuel Maforo. Foto de Mutsa Roy Maforo.

Os bloqueios provocados pelo COVID-19 aceleraram a passagem da Igreja Metodista Unida na Área Episcopal do Zimbabué e além, para a autoestrada da informação. Essa mudança de reuniões físicas para uma “igreja sem paredes” era considerada impensável apenas alguns anos atrás.

Em 2014, tive dificuldade para convencer meu supervisor a aprovar o tópico de minha dissertação sobre as possibilidades da igreja online. Enquanto a igreja no Zimbábue estava dando os primeiros passos para abraçar a tecnologia, os mundos acadêmico, empresarial e de entretenimento já estavam lá e eu disse a mim mesmo que a igreja deve se encontrar dentro do espaço digital.

Em cumprimento parcial de meus estudos no United Theological College (Faculdade de Teologia Unida), meu tópico de pesquisa foi “Repensar a Igreja! Uma análise do impacto das mídias sociais e comunidades virtuais na igreja física”. Parecia impossível na época, mas a igreja de Deus agora prospera em plataformas baseadas na internet como WhatsApp, Facebook e YouTube.

A decisão de criar a visão de uma igreja virtual em meu projeto de pesquisa foi inspirada por três fatores:

  1. Campanha “Repensar a Igreja” das Comunicações Metodistas Unidas;
  2. Minha participação no treinamento de comunicadores da Conferência Central Initiative da UMCom na Igreja de Ginghamsburg em Tipp City, Ohio, em 2009; 
  3. E a energia positiva do Bispo Eben Kanukayi Nhiwatiwa ao abraçar novas tecnologias para o ministério no Zimbábue.

slogan “Repensar a Igreja” fazia perguntas importantes como: “E se a igreja se tornar algo que fazemos em vez de um lugar para onde vamos?” Um fogo foi aceso dentro de mim e eu acreditei em Deus para as oportunidades de uma igreja virtual como mais reais e práticas do que apenas uma ideia abstrata. Na verdade, a igreja se tornou mais do que um lugar para onde vamos, mas algo que fazemos desde que as portas foram fechadas em março de 2020.

A linguagem de “fazer igreja juntos” tem agora uma impressão melhor em nós porque o fazemos na ligação Metodista Unida e mais além. Ao contrário das percepções de 2014 que viam a plataforma baseada na Internet como ferramentas para interações sociais e não destinadas a experiências religiosas significativas, a igreja online é um "Repensar" total. Fazer a igreja online no advento do COVID-19 abriu as portas para a realização do mandato bíblico de "ir por todo o mundo", criando o que agora chamo de "Geração 28:19" - uma geração que não se limita às fronteiras geográficas.

Na Igreja de Ginghamsburg, meus dois lados encontraram sua convergência - minha vocação no ministério pastoral e minha paixão pela comunicação. Eu tinha lido o parágrafo 1806 do Livro da Disciplina, que afirma: “A comunicação é uma função estratégica necessária para o sucesso da missão da Igreja Metodista Unida”. No entanto, tive dificuldade em entender como a comunicação se torna uma função estratégica para meu ministério.

Assistir ao Rev. Michael Slaughter, o pastor líder de Ginghamsburg, trabalhando no ministério com sua equipe de tecnologia me ajudou a conectar os pontos. Claro, Harare e Ohio estão a milhares de quilômetros de distância, mas eu estava motivado para levar essa inspiração de volta para casa. Essa experiência ainda inspira meu ministério até hoje e a internet tem acompanhado meu ministério desde 2009.

No lançamento oficial do site da Área Episcopal do Zimbábue em 2013, o Bispo Nhiwatiwa disse: “Viver a vida na web se tornou uma realidade e a igreja não pode continuar a existir fora dos limites desta bênção”. 

Artigos de opinião

O MU News publica artigos de opinião sobre tópicos específicos da denominação. Artigos de opinião refletem uma variedade de pontos de vista e são as próprias opiniões dos redatores, não refletindo as posições do serviço MU News.

Peguei uma dica dessas palavras e vi um ministério online como uma obrigação e não ua possibilidade. Neste momento, nunca sonhamos em como a igreja poderia sobreviver fora das quatro paredes de nossos santuários de adoração. Os Metodistas Unidos na Área Episcopal do Zimbábue foram reunidos com o clique de um botão. Serviços funerários, serviços religiosos, festivais de música, avivamentos e reuniões de conferências acontecem online.

As descobertas em minha pesquisa pintaram um quadro sombrio, com as possibilidades de uma igreja online. Os mitos mais comuns eram que a internet é imunda e cheia de pecado, secular demais, apenas para jovens, mantém as pessoas longe da igreja e que a tecnologia é fria e impessoal. Mas a recente onda de atividades de transmissão ao vivo da igreja no Zimbábue conta uma história diferente.

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo

Assine a nossa nova newsletter eletrônica em espanhol e português UMCOMtigo
Você gosta do que está lendo e quer ver mais? Inscreva-se para receber nosso novo boletim eletrônico da UMCOMtigo, um resumo semanal em espanhol e português, com notícias, recursos e eventos importantes na vida da Igreja Metodista Unida

¡FIQUE INFORMADO!

No 10º dia de fevereiro de 2016, eu comecei um diário devocional chamado #365SunriseDevotions (365 Devoções do Nascer do Sol), que tem uma circulação diária de mais de 2.000 contatos no WhatsApp e alcance de 2.000 a 4.000 no Facebook. Este ministério no espaço digital pretendia durar apenas os 40 dias da Quaresma, mas com a demanda pela dose diária da palavra de Deus, mantenho-os funcionando até hoje.

Desde julho de 2020, o #365SunriseDevotions tem sido acompanhado por uma plataforma de compartilhamento de áudio - o Prayer Closet Midnight Encounters (Encontros à meia-noite no armário de oração), que acontece de segunda a sexta, das 23h à meia-noite. O programa está presente em 68 grupos do WhatsApp e conta com 855 membros na plataforma Telegram. Os grupos de WhatsApp têm no máximo 257 membros, o que eleva o número total de seguidores da plataforma de oração para mais de 17.000 membros.

Os bloqueios de pandemia me empurraram ainda mais para encontrar maneiras de manter a igreja viva. Para mim, um momento de crise tornou-se um momento de oportunidade para um ministério maior.

 

* Maforo é comunicador e webmaster da Área Episcopal do Zimbábue. 

** Sara de Paula é tradutora independente. Para contatá-la, escreva para IMU_Hispana-Latina@umcom.org. Para ler mais notícias da Metodista Unida, assine os resumos quinzenais gratuitos.

Igreja Local
Os membros da Igreja Metodista Unida de St. Paul em Lakeland, Tennessee, encenam a Natividade em 2020. A igreja planeja realizar seu culto de véspera de Natal na frente do estábulo e da manjedoura este ano. As igrejas continuam a ser criativas para encontrar maneiras de celebrar o nascimento de Cristo e manter as pessoas seguras durante o segundo ano da pandemia COVID-19. Foto cortesia da Igreja Metodista Unida de St. Paul.

Revivendo a alegria do Natal em tempos difíceis

Neste segundo ano de pandemia, as igrejas Metodistas Unidas estão a tornar-se criativas para ajudar as pessoas a experienciar o nascimento de Cristo e a pura luz do seu amor.
Missão
A Revda. Ruth Marsh (à direita) conforta Angi Rogers, uma hóspede do abrigo diurno na Igreja Metodista Unida Trinity em Idaho Falls, Idaho. Rogers não estava se sentindo bem e Marsh a acomodou em uma sala de aula da escola dominical para descansar um pouco. “Todos aqui cuidam de mim e uns dos outros”, disse Rogers. Foto de Mike DuBose, Notícias MU.

Igrejas veem muitas necessidades neste Advento

Muitas congregações e organizações sem fins lucrativos nos EUA estão intensificando seus esforços para ajudar as pessoas de baixa renda afetadas pela inflação e pela escassez de moradias populares.
Preocupações Sociais
Pastor Stephen Mannion. Foto cortesia do autor.

5 teses para a Igreja Metodista Unida

Os problemas profundamente enraizados que assolam a denominação não serão resolvidos pela legislação, mas pelo arrependimento e um retorno à obediência radical às Escrituras, diz um pastor Metodista Unido.